USO DE OZÔNIO NO CASO DE PSORÍASE

PSORÍASE

Caracterizada por lesões descamativas e avermelhadas, que na maioria das vezes se manifestam em placas.

Ela é uma doença relativamente comum da pele e que apresenta gravidade variável.

Existem cinco tipos principais de psoríase:

Placas, gutata, inversa, pustulosa, e eritrodérmica.

  • A psoríase em placas, ou psoríase vulgar, corresponde a 90% dos casos. Manifesta-se geralmente através de manchas avermelhadas com escamas na superfície. As regiões do corpo mais frequentemente afetadas são as costas, os antebraços, tíbias, à volta do umbigo e o couro cabeludo.[
  • A psoríase gutata apresenta lesões em forma de gota. A psoríase pustulosa apresenta pequenas bolhas de pus não infeciosas.
  • Na psoríase inversa formam-se manchas avermelhadas nas pregas da pele.
  • A psoríase eritrodérmica ocorre quando o eritema se alastra pelo corpo e pode-se desenvolver a partir de qualquer um dos outros tipos.

A classificação internacional de doenças classifica a psoríase em

  • CID 10 – L40.0 Psoríase vulgar
  • CID 10 – L40.1 Psoríase pustulosa generalizada
  • CID 10 – L40.2 Acrodermatite contínua
  • CID 10 – L40.3 Pustulose palmar e plantar
  • CID 10 – L40.4 Psoríase gutata
  • CID 10 – L40.5 Artropatia psoriásica
  • CID 10 – L40.8 Outras formas de psoríase
  • CID 10 – L40.9 Psoríase não especificada

A doença afeta também as unhas das mãos e dos pés, incluindo corrosão da unha e alterações na cor.

A Psoríase é uma doença crônica que não tem cura, especialmente porque ainda não se sabe o motivo exato porque surge.

Cuidados que permitem evitar o surgimento de novas crises da doença, como:

  • Pegar sol, mas não de forma exagerada;
  • Tentar evitar infeções virais e bacterianas que afetem o sistema imunológico do corpo, como gripe, por exemplo;
  • Fugir de situações estressantes como conflitos familiares ou no trabalho, que prejudicam a mente e o corpo;
  • Sair dos climas frios e secos, que acabam agravando as lesões, pois secam ainda mais a pele;
  • Manter uma alimentação equilibrada, que deve ser rica em alimentos cor de laranja e omega-3 como laranja, sardinha, atum, salmão, cenoura, mamão ou abóbora;
  • Praticar exercício físico regular, ajuda a fortalecer o sistema imunológico e reduz o estresse e descansa a mente.

Pode ser agravado os sintomas ema alguns casos;

  •  Consumo álcool em excesso
  • Fumantes
  • Excesso de peso
  • Estresse ou que tenham depressão

 COCEIRAS

As manchas vermelhas causadas pela psoríase podem causar intensa coceira em mais de 70% dos casos. Essa sensação é causada pela inflamação e resposta excessiva do sistema imune, que acaba liberando substâncias, como a histamina, que ativam alguns nervos que enviam a sensação de coceira para o cérebro.

A coceira pode ser aliviada com o uso de cremes, óleos e outros remédios indicados pelo médico, mas também existem alguns truques caseiros .

Identificando-Será que eu tenho psoríase?

  • Manchas avermelhadas na pele, que desaparecem ao fim de algum tempo sem necessitar de tratamento, mas que podem voltar a surgir, especialmente durante períodos de maior estresse.
  • Descamação acinzentada;
  • Ausência de pelos no local afetado;
  • Coceira intensa ou ligeira sensação de dor.

O diagnóstico da psoríase normalmente é feito através da observação dos sintomas na pele e além de diagnosticar,

SINTOMAS

As manchas de psoríase são mais comuns em locais como joelhos, órgãos genitais, barriga e umbigo, no couro cabeludo próximo da nuca e na testa, cotovelos, mãos, dedos e unhas, cóxis e fundo das costas.

CAUSAS

A doença é causada por um desiquilíbrio do sistema imune.

Desta maneira,  por não ser provocada, por um vírus, fungo ou bactéria, a psoríase não é contagiosa, sendo o resultado do próprio corpo da pessoa. Porem os portadores devido a pele ficar mais exposta, baixa resistência  imunologia , fica mais propensa a problemas gerado por fungos e bacteriais.

Esta doença pode surgir em qualquer idade, mas geralmente aparece antes dos 30 e depois dos 50 anos de idade

As causas da psoríase ainda não foram totalmente esclarecidas, mas sabe-se que ela é uma doença autoimune relacionada com o sistema imunológico, que pode estar relacionada com a suscetibilidade genética ou mesmo com fatores ambientais.

O tratamento da psoríase serve para a controlar os sintomas da doença, reduzindo as chances das lesões aparecerem,reduzir os sintomas.

Os produtos a base de ozônio tem um referencial importante por bactericida, fungicida, e virucida.Com a capacidade de ajudar na recuperação das células. E, nos casos de óleos ozonizados leva os benefícios dos próprios óleos. Exemplo: hidratação.

TRATAMENTO OZONIO

Essa terapia vem sendo cada vez mais estudada com intuito de auxiliar em tratamentos de feridas extensas, infecções fúngicas, bacterianas e virais, lesões isquêmicas e varias outras afecções, tendo se mostrado muito eficaz na maioria dos casos, principalmente na atuação na desinfecção e cicatrização de feridas extensas.

Fora atos testemunhais vamos encontrar na literatura, livros, pesquisas, trabalhos científicos, monografias ,entre outros ,que dão reverencias positivas da ozonoterapia nos casos de psoríase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *